Com os sapatos longe dos pés

                              

 “E tu? Não falas, não contas nada?” (in “Lavagante”, pág. 13)

É domingo. Com os sapatos longe dos pés estou a ler “Lavagante” de José Cardoso Pires (Edições Nelson de Matos). Não posso ser perturbada.

Anúncios

3 Responses to “Com os sapatos longe dos pés”


  1. 1 AQF Abril 6, 2008 às 11:47 pm

    O tal inédito que, infelizmente, ainda não li.

  2. 2 luís Abril 7, 2008 às 10:06 pm

    desculpa a invasão e auto-promoção

    acrescentei-te aos meus links, já que pareces interessada nestes mundos e pretendo ter um máximo de links assim lá no blog

    comecei a postar alguns anos da minha poesia
    passa lá na tasca, quem sabe te interessa qualquer coisa

  3. 3 João Martins Abril 9, 2008 às 12:18 pm

    Porque há dias que os pés incham com o peso de uma discussão, porque há dias em que as barreiras que pisamos já não cabem na sola do sapato, porque junto ao calcanhar tenho a poeira solitária da correria na cidade, porque sabe bem espreguiçar os dedos pequeninos e sacudir o cansaço de um dia que correu menos bem…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Sobre

Este é um blogue do PÚBLICO, escrito por Isabel Coutinho. Desde 1996, a jornalista assina semanalmente a coluna Ciberescritas sobre o futuro dos livros, a presença de escritores na Internet e a relação entre as novas tecnologias e a literatura. isabel.coutinho@publico.pt

Fotos no Flickr

del.icio.us Isabel Coutinho

Blog Stats

  • 28,913 hits

%d bloggers like this: